exibições 420
Foto do artista Wilson Paim

Terra Onde Nasci

Wilson Paim


Muita gente me pergunta
Qual a terra onde nasci
Meu berço é lá na fronteira
Vou contar onde vivi
Lembrando a simplicidade
Trago no peito a saudade
Dos meus tempos de guri

{Lembrando a simplicidade
Trago no peito a saudade
Dos meus tempos de guri}
Velha capela queimada
Foi o seu primeiro nome
Saudade que me consome
Lembranças que vão e vem
Terra de muitas façanhas
Foi berço de oswaldo aranha
Mário quintana, também

{Terra de muitas façanhas
Foi berço de oswaldo aranha
Mário quintana, também}
Quem visitar minha terra
Vai entender o que canto
Te aprochegue e te garanto

Vais te sentir a vontade
Dentro do teu coração
Vai sentir que no meu chão
Não falta hospitalidade
{Dentro do teu coração
Vai sentir que no meu chão
Não falta hospitalidade}

É o rio ibirapuitã
Que banha minha cidade
Falo com sinceridade
Canto com muita emoção
Que a minha terra é amada
E também muito lembrada
No toque de uma canção.
{Que a minha terra é amada
E também muito lembrada
No toque de uma canção}

Agora você já sabe
A terra que me viu nascer
Te convido a conhecer
E este meu canto é um lembrete
Não faça de outra maneira
Quando for láp ra fronteira
Vá visitar alegrete.
{Não faça de outra maneira
Quando for láp ra fronteira
Vá visitar alegrete}
Vá visitar alegrete
Vá visitar alegrete

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir