Incrível

Z

exibições 166

Eu não tenho mágoas
Do seu jeito provocante
Da maneira instigante
Pela qual vc me nega o olhar

Eu não tenho bronca
Do seu jeito de criança
Que se faz e não se cansa
De tentar chamar minha atenção

Mas não sou capacho
Não tolero seus caprichos
Vou livrar-me dos seus risos
E gozar da fama no final

Incrível
Já posso imaginar o fim
Incrível
Vou fazer vc provar do mesmo mal

Pense com cuidado
E pondere os prejuízos
Deste jogo de cinismo
Em que a presa pode ser vc

Tire o salto alto
Pois eu sei que vc gosta
De mostrar de forma oposta
Sua segunda intenção por mim

Incrível
Não diga que eu não lhe avisei
Incrível
Vou fazer vc provar do mesmo mal

Junte seus retalhos
Saia logo do meu quarto
Não me encha mais o saco
Que eu já tive o que queria ter

Incrível