Esse poema nasceu dentro de um botequim
E lá na vila só ficava bom um samba assim
De um bate papo entre amigos de uma dor qualquer
Alguém improvisava um verso de mulher
E um poeta num boteco com um violão
Batida de limão vira canção

E as estrelas vem beijar o nosso chão

Sou um poeta fiz a minha improvisação
A Lua me traiu não quero ela mais não
Não vem me ver, já não quer mais me acompanhar
Deixou de ser boêmia, mandei ela andar

E as estrelas vem beijar o nosso chão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir