É hora de nos apegarmos a todos os santos
Em todas as crenças, nas seitas
Nos seres sagrados, nas religiões
À noite aumenta o perigo
Que passam os dias batendo na porta
O medo estampado na cara da sociedade

É o rico, é o pobre, é o mesmo perigo
É a bala perdida, é a guerra, é o caos
É a ignorância dos votos nos bons homens maus
Sou carioca mas sei que meu Rio não anda legal

Lembra dos tempos idos? Cadeiras na varanda
Cidade maravilhosa, meu futebol, meu samba
Tempo em que a malandragem, até pra subtrair
Levava só nossa grana e a gente ficava aí

Tá faltando, tá faltando amor, muito amor
Tá faltando paz, muita paz
Tá faltando boa vontade
Tem gente correndo atrás
E a gente correndo atrás
Quem tem o Cristo por perto, de braços abertos
Não perde essa luta jamais

Tá faltando, tá faltando amor, muito amor
Tá faltando paz, muita paz
Tá faltando boa vontade
Tem gente correndo atrás
E a gente correndo atrás
Quem tem o Cristo por perto, de braços abertos
Não perde essa luta jamais

Lembra dos tempos idos? Cadeiras na varanda
Cidade maravilhosa, meu futebol, meu samba
Tempo em que a malandragem, até pra subtrair
Levava só nossa grana e a gente ficava aí

Tá faltando amor, muito amor
Tá faltando paz, muita paz
Tá faltando boa vontade
Tem gente correndo atrás
E a gente correndo atrás
Quem tem o Cristo por perto, de braços abertos
Não perde essa luta jamais

Tá faltando, tá faltando amor, muito amor
Tá faltando paz, muita paz
Tá faltando boa vontade
Tem gente correndo atrás
E a gente correndo atrás
Quem tem o Cristo por perto, de braços abertos
Não perde essa luta jamais

É hora de nos apegarmos a todos os santos

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Claudemir / Serginho Meriti · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Júlia
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.