Zélia Mão Joana

Zélia Duncan

exibições 1.181

Você que saia da linha
Você que perca o juízo
Levo fama de Zélia boazinha
Mas mato se for preciso

Você que faça gracinha
Na festa, banque o Narciso
Eu corto suas asinhas
Te expulso do meu paraíso

Invoco a minha pomba gira,
Eu rodo mais que a baiana
Incorporo a Ziquizira
Em plena Copacabana

Preparo e ponho um despacho
À esquerda da sua cama,
Coloco o seu nome embaixo
Caso se meta a bacana

Se der um só passo em falso
Ou olhar pra alguma piranha
Te arranco fígado, baço
Sou Zélia moderna, não Zélia banana

Te enforco no cadafalço
De dama eu viro tirana
Sou Zélia nervos de aço
Mas odeio doidivanas.

Você que saia da linha
Você que perca o juízo
Levo fama de Zélia boazinha,
Mas mato se for preciso

Você que faça gracinha
Na festa, banque o Narciso
Eu corto suas asinhas
Te expulso do meu paraíso

Eu te cozinho no tacho
Tempero com molho de galinha
Te quebro as pernas e braços
Transformo sua farsa em drama

Te faço virar bagaço
Chafurdo você na lama
Portanto sossegue o facho
Desse teu exu pé-de-cana

Eu te abro de cima em baixo
Entranho em suas entranhas
Com este punhal de aço
Vai nessa de Zélia Mãe Joana (Vai nessa!)

Você que saia da linha
Você que perca o juízo
Levo fama de Zélia boazinha
Mas mato se for preciso

Você que faça gracinha
Na festa, banque o Narciso
Eu corto suas asinhas
Te expulso do meu paraíso

Vai nessa de Zélia Mãe Joana, vai!
Vai nessa!
Quem avisa muy amiga é

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir