Nas águas do Ivaí
Sempre pesco de canoa
Barranqueando rio acima
Batendo firme na proa

Já fisguei até pintado
No rebojo da lagoa
Que pra tirá deu trabaio
Pra mais de cinco pessoa

Pra atravessá o rio de noite
Tenho uma lanterna boa
Ela arcança muitas braça
Mesmo com forte garoa

Vou remando silencioso
Quando eu chego nas taboa
Porque no poço das piaba
É que os dourado amontoa

Nas bocas de corredeira
Onde surubim amoa
Nas noites de Lua cheia
Dá peixe que até enjoa

Jogo a rede de arrastão
Água pesada recoa
Quando eu fisgo a piapara
Fico até sorrindo à toa

Quando o rio forma vazante
Bando de pato revoa
Também mato capivara
Quando meu cachorro acoa

Eu levo peixe pro rancho
E arguma caça boa
Assim eu vivo contente
Sou feliz com a patroa

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir