Acharam, que eu estava derrotado
Quem achou estava errado
Eu voltei, tô aqui, se liga só, escuta aí
Ao contrário do que você queria, tô firmão, tô na correria
Sou guerreiro e não pago pra vacilar
Sou vaso ruim de quebrar
Oitavo anjo, do apocalipse
Tenebroso, como um eclipse
É, seu pesadelo tá de volta
No puro ódio, cheio de revolta

Vou te apresentar o que você não conhece
Anote tudo, vê se não esquece
Você verá que não deixei me envolver
Pra sobreviver por aqui tem que ser
Mesmo no inferno é bom saber com quem se anda
Se não embaça, vira, desanda

Vejo, vários irmãos tomando baque
O barato é feio, bem pior que o Crack
Quiaca todo dia Cabo branco na mão
Encontrar a morte é um, dois, ladrão

Mas um pilantra foi sentenciado, sua pena, morrer esfaqueado
Aqui é foda, não tem comédia
O clima é de tensão maldade, inveja
A destruição, mora nesse lugar
E mesmo assim não deixei me levar
Soube chegar na humildade pá, faça o contrário, caro pode te custar

Obrigado Deus, por me guiar
Só em ti eu tenho forças para lutar

Irmãos de atitude, moram comigo, é
Manos de estilo
Zé carnero doidera até os ossos
Patrão de renome, vários sócios
Facínoras contaminados pelo ódio
Rejeição, abandono, é óbvio
Estar em cana é embaçado
Quem nunca esteve
Não tá ligado

Uns querem te ajudar, outros te afundar
Jogue o dado em quem confiar

Quem é quem, difícil saber
Só mesmo Deus
Pra te proteger
Fulano entra aqui, pede licença até pro boi
Chega devagar se vacilar, já foi

Maluquinho primário, é cruel
Sem tirar o gosto amargo do fél

As grades, te fazem chorar
A saudade na direta, vem te visitar

É difícil ter a mente sã, detenção, pior que o Vietnã
Um cristão me ligou para me dar uma ideia
Disse pra mim que Jesus ta a minha espera
Disse também, pra eu mudar de vida
Ae mano, eu não me escondo atrás da Bíblia

Sou quem sou, assim sigo em frente
Deus está comigo, não preciso virar crente
Nada contra quem é na fé, mas tem canalha que se esconde né?

Muitas coisas aprendi, várias fitas erradas, na prisão eu vi
Injustiças aqui
Humilhação ali
Cadáveres sangrando, perto de mim
Obrigado meu Deus por me guiar, só em ti eu tenho forças para lutar

Cadeia um cômodo do inferno, seja no outono, no inverno
Sem anistia, todo dia é foda, cadeia, ae maluco, tô fora

Continuar no crime, não tô afim
Não quero mais essa vida pra mim
Num pássaro voando enxerguei minha verdade
Compreendi o valor da liberdade

Na paz, sigo sempre mais
Pena que esta ideia pra você tanto faz
Escutar ou não, qual a diferença?
Representei, não tive recompensa
Se conselho fosse bom, não se dava, luz pra cego, que piada

Ae mano, pelos ouvidos, não seja você mesmo seu próprio inimigo. Termino por aqui, espero que me entenda
Pra que depois não se arrependa
É tudo no seu nome, decide aí
Escolha seu caminho
O exemplo tá aqui
Obrigado meu Deus, por me guiar, só em ti eu tenho forças pra lutar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir