Longe de todos nós
Donos de tudo aqui
Perto do pobre mora a tristeza
Nunca se sente só

Dentro da garganta um nó
Dentro do bolso um vazio
E n´outra casa tem comida na mesa
Dentro do mesmo Brasil

Tudo em vão
Nada em paz
Morte aos montes aqui
Em todo lugar

Tudo em vão
Nada em paz
Escola longe daqui,
Em outro lugar

Tudo em vão
Nada em paz
Fome aos montes aqui
Em todo lugar

Tudo em vão
Nada em paz
Vida boa não tem
Em nenhum lugar

Trago nas costas o Mundo
No fundo eu acho que é culpa de Deus
Na alma o corpo marcado
A dor encardida
Pai por quê eu?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts