Foto do artista ADL MC's

Sodoma (part. Sant e DoisT)

ADL MC's


[ADL]
Jogue os seus bico pro alto, seus bico pro alto
Avise seus come
Então jogue seus copo pro alto, seus copo pro alto
Mas não se emociona
Que a vida nóis curte no alto, nóis curte no alto
Rodeado de homem-bomba
Seja mal-vindo ao pesadelo do diabo
Seja bem-vindo a cidade de Sodoma
Joga o seu bico pro alto, o seu bico pro alto
Avise seus come
Então jogue seus copo pro alto, seus copo pro alto
Mas não se emociona
Que a vida nóis curte no alto, nóis curte no alto
Rodeado de homem-bomba
Seja mal-vindo ao pesadelo do diabo
Seja bem-vindo a cidade de Sodoma

[DoisT]
Parte um pega os bico
Esquece como é que a estrada ainda é longa e eles querem me matar
Minha cidade é do pecado
Eu tô ciente que no meio dessa lama vários querem meu lugar
Mas me falaram que essa porra era um jogo e eu não sabia brincar
Logo cheguei e taquei fogo
Mas tô ciente que é mentira o que cê posta sobre a vida
Sua puta e esse seu cordão de ouro
Quem vem da ilha tá ciente que nóis não aceita o erro
Na cidade do pecado o que reina é o desespero
Na trilha, cumpade, se tentar, já sabe
Tô na sua mente causando seus pesadelo
DoisT tá tipo Bin Laden naquela fita
Cê fala que tá morto, mas sabe que nóis tá vivo
DoisT tá tipo no sonho da sua filha
Ela me chama de príncipe, você de bandido
Só que nóis é cachorro louco
Respeito ou pipoco, a vida que proporciona
Mas eu tô ciente que os primeiro que caíram
São daqueles que só falam e rapidinho se emocionam
Eles querem brincar de flow
Chama, me chama, DoisT vai te dar aula
Vou lançar meu disco e ligar pro ano lírico
Pra ver se esse ano ainda salva
É tristeza e lamento no lixo
Sem pauta, sem alma, só dor
Olha agora o que é que esses cara tão falando
Já tô ligado que o DoisT chegou
Foi foda, foi droga, foi crânio, enterrou
Foi drama e terror, foi drama e terror
Tô pra te dizer que tô mais forte em direção do topo
E nada disso me abalou, vai!

[Dk]
Cabou a bagunça nessa porra!
As peteca louca enfeitam as ruas de Gomorra
Faço uma oração pra minha santa protetora
E ainda sou interrompido a tiro de metralhadora
Olhar pra trás nunca foi uma boa escolha
Vagabundo aí na pista se perde por pouca coisa
Tá no baile esculachando a sua esposa
Iludido com novinha que mamou a boca toda
Olha as roda do Stilo
As 660, as Hornet no campinho cortando giro
Eu parei de idolatrar bandido
Comecei a sujar a mão, mas pra ganhar dinheiro limpo
Se eu cair amanhã de manhã
Será que tem uma fila de fã?
Pedindo pra tirar foto com o flash na minha cara
Fazendo mais um snap com o celular da maçã
Beco da Mina, Vietnã
Leões da Norte, o menor tá forte
Tô vendo a queda do bambambam
Só que dessa vez tô de camarote
Tô na base, dando suporte
Os menor avançado, tudo pra frente
Não leva nada pro coração
Não deixe o crime entrar na tua mente

[DK e Sant]
Que aqui é tempo ruim o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo
ADL tá na cena, agora no topo do morro, aham, aham
Aqui é tempo ruim o tempo todo, o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo, o tempo todo
Aqui é tempo ruim o tempo todo
ADL tá na cena, agora no topo do morro, aham

[ADL]
Jogue os seus bico pro alto, seus bico pro alto
A vida e seus come
Então jogue seus copo pro alto, seus copo pro alto
Mas não se emociona
Que a vida nóis curte no alto, nóis curte no alto
Rodeado de homem-bomba
Seja mal-vindo ao pesadelo do diabo
Seja bem-vindo a cidade de Sodoma
Então jogue seu bico pro alto, seu bico pro alto
Avise seus come
Então jogue seus copo pro alto, seus copo pro alto
Mas não se emociona
Que a vida nóis curte no alto, nóis curte no alto
Rodeado de homem-bomba
Seja mal-vindo ao pesadelo do diabo
Seja bem-vindo a cidade de Sodoma

[Lord]
Lá fora é um mundo de escarnecedores
Mas nessa roda o nosso bonde não se assenta
Aqui dentro os sonhadores, os atiradores
Só bombas sem flores, só bombas sem flores
Eu atravessei, mais de mil caíram ao meu lado, ahn ahn
Dez mil zeros à direita, cem mil zeros à direita
E um milhão de soldados
Vários aqui, terror nenhum
Que são pica pra vocês, na favela ele é bumbum
Vários aqui terror nenhum
Que diz que bateu em cem, mas só vejo bater um
Vários aqui terror nenhum
Que não sabe o que é o inferno e quer falar que é Belzebu
Vários aqui terror nenhum
Tem boca fala o que quer, mente é mente, cu é cu
Vacilou, toma pau pra não voltar
Última forma na vacilação
Sabe que o crime é facinho de falar
Só que quem fala não tem munição
Sem estudo é fácil o crime levar
Droga na porta sem informação
Já caiu e já tomaram o lugar
E hoje já tem outra operação
Nessa porra tem que saber viver
Não 'tar preso não quer dizer que tu é livre
É por isso que eles tanto dizem
Vai, tomem drogas, vai, tomem drinks drinks
Mas não se suicidem
Que essas ideias aqui não coincidem
Seus super-heróis são fake também
Muitos querem, poucos vivem

[Sant]
Ó, parece que o Estado faz só pra me constranger, é sério
Ou será que me constranger é só que o Estado faz?
Olha, eu vou te contar uma história de um mano da área
Mas tu tem de me prometer que irá conter a fúria
Sei que compartilhar talvez não devolva meu sono
Mas hei de dormir bem melhor ao ele acordar do coma
Ser jogador de futebol era o sonho do mano
O adversário mais difícil de driblar: a fome
Torcida em casa: dois filhos
O pai não entra em campo
A mãe sofre no trampo
Chuteiras nos fios
E a pista chama num piscar de olhos
A vida passa num trocar de tiros
Adrenalina, responsa e seus carmas
O irmão mais novo tá com a faculdade paga
E é isso o que importa no final das contas
O extrato emitido
Vivendo em parcelas, em celas, há séculos
Orgulho metido
Parece que o Estado faz só pra me constranger
Ou será que me constranger é só que o Estado faz?
Tava eu, LP, Pan, MJ e Frajola
Paramo na Linha Amarela, nem vou falar mais
Eu tô cansado dessas rimas soarem reais
Soarem iguais aos de meus ancestrais
É o mesmo capataz com aquele discursinho de sempre
É só se esforçar, pois geral é capaz
Mas ninguém quer instruir
Mano, eu vim, vi, vivi e venci
Quando virei exemplo
Pra outros manos não se destruírem
Lembrarão de mim a tempo
E eu lutarei pra honrar quem lembro
Sem balançar
Minha bic não trepida, manda buscar
Essa luz nada vai ofuscar
Nada vai alcançar sem neurose
E enquanto o coração bater, eu tenho base
Favela Cria, Favela Vive, O Mundo ao Norte
São nossas vozes contra a metrópole
De Pilares a Teresópolis, né?
Romantizam nossas dores, lucram da nossa vivência
São péssimos atores, cuspo na tua experiência
Nossa revolução é cultura, trabalho e fé
Ou bota a cara e mete a mão
Ou vira e mete o pé
Sant

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir