Iracema, eu nunca mais que te vi
Iracema meu grande amor foi embora
Chorei, eu chorei de dor porque
Iracema, meu grande amor foi você

Iracema, eu sempre dizia
Cuidado ao travessar essas ruas
Eu falava, mas você não me escuitava, não
Iracema você travessou contra mão

E hoje ela vive lá no céu
E ela vive bem juntinho de nosso Sinhô
De lembranças guardo somente suas meias e seus sapatos
Iracema, eu perdi o seu retrato

Iracema, fartavam vinte dias pra o nosso casamento
Que nois ia se casar
Você atravessou a rua São João
Veio um carro, te pega e te pincha no chão
O chofer não teve culpa, Iracema
Você atravessou contra mão

E hoje ela vive lá no céu
E ela vive bem juntinho de nosso Sinhô
De lembranças guardo somente suas meias e seus sapatos
Iracema, eu perdi o seu retrato

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Adoniran Barbosa / João Rubinato. Essa informação está errada? Nos avise.
Legendado por Matheus. Revisões por 6 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog