Outra Maneira de Amar

Alfândega


Eu não guardei meu sorriso pra você roubar
Lar doce lar, quanta fantasia ao se amar

Ah, o tempo passa e você não vê
Ah, que se renova em você
Ah, as cpoisas que nos fizeram mal
Ah, e já ficou normal

Quantos vícios e resquícios... são osso do ofício
Nosso jogo está sem bola... e esse beijo que não cola
Quando você vem cobrar... tudo aquilo que me dá
Você tem que encontrar outra maneira de me amar

Eu não guardei meu sorriso pra você roubar
Mas não achei ninguém pra ficar no seu lugar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts