Chamava-se Carmencita
A cigana mais bonita
Do que um sonho, uma visão

Diziam que era a cigana
Mais linda da caravana
Mas não tinha coração

Os afagos e carinhos
Perdeu-os pelos caminhos
Sem nunca os ter conhecido

E andou buscando a ventura
Como quem anda à procura
De um grão de areia perdido

Numa noite, de luar
Ouviram o galopar
De dois cavalos fugindo

Carmencita, a linda graça
Renegando a sua raça
Foi atrás de um sonho lindo

Só esta canção magoada
Se envolve no pó da estrada
Quando passa a caravana

Carmencita, carmencita
Se não fosses tão bonita
Serias sempre cigana

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Pedro Rodrígues / Frederico de Brito. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog