Fado Dos Fados

Amália Rodrigues

exibições 30.962

Naquele amor derradeiro
Maldito e abençoado
Pago a sangue e a dinheiro
Já não é amor, é fado

Quando o ciúme é tão forte
Que ao próprio bem desejado
Só tem ódio ou dá à morte
Já não é ciúme, é fado

Canto da nossa tristeza
Choro da nossa alegria
Praga que é quase uma reza
Loucura que é poesia

Um sentimento que passa
A ser eterno cuidado
E razão duma desgraça
E assim tem de ser, é fado!

Um remorso de quem sente
Que se voltasse ao passado
Ficaria novamente
Já não é remorso, é fado!

E esta saudade de agora
Não de algo bem acabado
Mas as saudades de outrora
Já não é saudade, é fado!

Canto da nossa tristeza
Choro da nossa alegria
Praga que é quase uma reza
Loucura que é poesia

Um sentimento que passa
A ser eterno cuidado
E razão duma desgraça
E assim tem de ser, é fado!

Um sentimento que passa
A ser eterno cuidado
E razão duma desgraça
E assim tem de ser, é fado!

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir