Eu prefiro estar aqui
Balançando em paz
Na cadeira de balanço enferrujada

Eu prefiro estar aqui
Em silêncio
Esperando que as minhas mãos acalmem

Eu sinto tanto frio
Ainda ninguém me viu

Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama

As aranhas me incomodam

Eu prefiro estar aqui
Descansando em paz
No silêncio do horizonte que se desfaz

Pelas frestas da janela
Do meu quarto
Do armário que ainda mora
Meu corpo que desmaia

Eu sinto tanto frio
Ainda ninguém me viu

Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama

As histórias me comovem

Eu sinto tanto frio
Ainda ninguém me viu
Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama
Embaixo da cama

As aranhas me devoram

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir