Sem voz, sem vez e sem lugar
É assim que a elite vê o povo
Mas eu vim aqui pra incomodar

O futuro é incerto
Pois muita gente não tem nem um teto
O povo pede ajuda ao céu
Mas o diabo anda de terno, carro zero e gel

Ele te dá um sorriso e aperta a sua mão
Mas que se dane a sua vida após a eleição
Não vou ficar parado e viver de ilusão, não
Eu me encontro sobre a liberdade de expressão

Sem voz, sem vez e sem lugar
É assim que a elite vê o povo
Mas eu vim aqui pra incomodar

Cortadores de cana
São explorados por gente bacana
Trabalhadores rurais
São obrigados a ganhar menos e trabalhar mais

Onde é que está a constituição
Que não distingue liberdade de escravidão
Muita gente vai se incomodar com o que eu falei
Amigo eu vim pra incomodar e essa é a minha lei

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir