Top 15: as melhores músicas de Zé Ramalho

Listas musicais · Por Érika Freire

3 de Março de 2020, às 19:00

O Nordeste sempre presenteou o país com artistas de grande talento e que contribuíram para tornar a história da música brasileira ainda mais potente. O cantor e compositor Zé Ramalho é um deles. 

Zé Ramalho
Zé Ramalho no início da carreira / Créditos: Divulgação

Ele sabe como ninguém fazer excelentes fusões de ritmos, além de compor letras capazes de gerar inúmeras interpretações.

As músicas de Zé Ramalho são pura poesia, embaladas pelo som das guitarras, do violão e por sua voz, afinada e potente

Ao longo de seus mais de 40 anos de carreira, o músico já criou quase 150 músicas, tornando, assim, a missão de escolher as melhores um tanto complicada. Mas vamos tentar!

As 15 melhores canções de Zé Ramalho

Separamos algumas das melhores músicas da carreira de Zé Ramalho. Aquelas mais adoradas pelos fãs e que não podem faltar em shows. Bora conferir como ficou?

Chão de Giz

Gravada em 1978, a música Chão de Giz entrou como tema da novela global Cordel Encantado, de 2011.

A letra foi composta pelo próprio Zé Ramalho e fala sobre o término de uma relação, ou, quem sabe, de um amor não correspondido, de maneira muito poética. 

Sinônimos

A música Sinônimos faz parte do álbum Aqui o Sistema É Bruto, de Chitãozinho e Xororó, em que Zé Ramalho faz uma participação, tornando a música conhecida também em sua voz. 

Em 2015, a música foi tema na novela Além do Tempo.

Avôhai

Avôhai faz parte do álbum Coletiva de Música Paraibana, lançado por Zé Ramalho em 1976. O cantor chegou a relatar que a letra da música veio como se fosse num sopro depois de uma experiência alucinógena.

Jardim Das Acácias 

Outro grande sucesso de Zé Ramalho, a música Jardim Das Acácias conta com uma letra espetacular, significativa, daquelas que dizem coisas além das próprias palavras.

Lançada em 1976, a canção que mistura rock, new age e pop relata a experiência e os efeitos causados por alucinógenos.

Frevo Mulher 

O ritmo contagiante e a forte letra de Frevo Mulher faz a música ser mais um dos sucessos de Zé Ramalho. A canção foi composta em 1979 e faz parte do álbum A Peleja do Diabo Com o Dono do Céu.  

Em 2019, a música foi a mais ouvida no carnaval pernambucano. Sucesso que ultrapassa gerações!

Admirável Gado Novo

A letra é inspirada nas teorias dos livros Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley e 1984, de George Orwell.

Admirável Gado Novo virou tema da novela O Rei do Gado, em 1996. É uma das músicas mais aclamadas da carreira de Zé Ramalho, gravada em 1979.

É duro tanto ter que caminhar e dar muito mais do que receber

Garoto de Aluguel 

Presente no álbum A Peleja do Diabo Com o Dono do Céu, de 1979, a música Garoto de Aluguel foi inspirada na época em que Zé Ramalho andava com os hippies, no Rio de Janeiro, e os músicos e artistas viviam cercados por groupies.  

Táxi Lunar 

A música Táxi Lunar foi lançada em 1983 e faz parte do álbum Orquídea Negra, quinto disco da carreira de Zé Ramalho.

 A letra gera discussões até hoje, o que é normal, pois Zé Ramalho gostava de abordar temas sobre expandir os sentidos. 

Apenas apanhei na beira-mar, um táxi pra estação lunar

Batendo Na Porta do Céu 

Batendo Na Porta do Céu foi inspirada na música da Bob Dylan, Knockin’ On Heaven’s Door, e lançada em 2008, no álbum Antologia Acústica

Trata-se de uma versão em português, bastante fiel à sonoridade e a letra original. Foi uma homenagem de Zé, que admira e se inspira no cantor Bob Dylan.

O Meu País 

A música O Meu País é composta por Livardo Alves, Orlando Tejo e Gilvan Chaves e faz parte do álbum Nação Nordestina, lançado em 2000.

A letra expõe a situação social do Brasil, suas fraquezas, a pobreza e o analfabetismo. Um retrato triste e fiel. 

Um país que crianças elimina, que não ouve o clamor dos esquecidos 
Onde nunca os humildes são ouvidos 
E uma elite sem Deus é quem domina

Canção Agalopada 

O terceiro trabalho de estúdio de Zé Ramalho, Terceira Lâmina, foi lançado em 1981 e trouxe sucessos como Canção Agalopada.

A música  foi escrita com base em um poema do livro lançado por Zé Ramalho em 1977, denominado Apocalipse

Mistérios da Meia Noite 

A música Mistérios da Meia Noite é outro exemplo de letra poética, algo muito comum na obra de Zé Ramalho. A canção faz parte do álbum De Gosto de Água e de Amigos, o sétimo trabalho do cantor, lançado em 1985. 

Beira Mar  

Mais uma linda composição de Zé Ramalho, a música Beira Mar faz parte do segundo álbum de sua carreira, A Peleja do Diabo Com o Dono do Céu.

Desde o lançamento do primeiro trabalho, em 1978, o estilo de Zé já se mostrava bem definido. O artista conquistou um público que admirava suas letras, mesmo sem entender completamente o que cada uma expressava. 

Eu entendo a noite como um oceano, que banha de sombras o mundo de Sol

Entre a Serpente e a Estrela

Entre a Serpentes e a Estrelas é uma canção de 1992, presente no 11° trabalho de Zé Ramalho, o álbum Frevoador. A música foi trilha da novela Pedra Sobre Pedra. 

Um grande amor do passado se transforma em aversão, e os dois lado a lado corroem o coração...

Cidadão 

Mais uma canção de Zé Ramalho que faz parte do álbum Frevoador, de 1992.  A letra de Cidadão foi criada pelo poeta baiano Lúcio Barbosa na década de 70 e faz uma homenagem ao seu tio Ulisses. Narra a história do homem simples que trabalha como pedreiro. 

Saiba mais sobre a carreira de Zé Ramalho 

Nascido em Brejo do Cruz, em 1949, Zé Ramalho entrou para a Lista dos Cem Maiores Artistas da Música Brasileira. Na seleção realizada pela Rolling Stone, ele ocupou a 41ª posição.

De fato, a importância de Zé Ramalho para a música brasileira é indiscutível. Com seu talento, uniu ritmos e estilos, desde Jackson do Pandeiro a Pink Floyd. Na década de 70, foi para o Rio de Janeiro com o intuito de se dedicar mais à sua carreira. Em 1977 gravou seu primeiro trabalho solo. 

Zé Ramalho
Créditos: Divulgação

Com 19 álbuns de estúdios gravados, Zé Ramalho já ultrapassou 1 milhão de discos vendidos, emplacou diversos hits em trilhas sonoras de novelas, além de inúmeras participações e parcerias musicais.  

Em 1996, com Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo, nasceu O Grande Encontro, uma série de shows em quarteto, com músicas do repertório de cada um deles, que futuramente foi transformado em um dos maiores álbuns da história da música brasileira.

Pouco tempo depois do lançamento, o CD alcançou a marca de 1 milhão de cópias vendidas, colocando os interpretes no topo das paradas do Brasil. Em 2016, 20 anos após o lançamento, o grupo se reuniu para regravar o show, mas sem a presença de Zé Ramalho, que não quis participar.

O Grande Encontro
Capa do álbum O Grande Encontro / Créditos: Divulgação

Decifre mais o universo de Zé Ramalho 

Gostou da nossa seleção com as 15 melhores canções de Zé Ramalho? Que tal continuar a desbravar e conhecer mais um pouco sobre o universo deste incrível artista? Vem com a gente conhecer a história e os significados das metáforas por trás de Chão de Giz!

Chão de Giz: significado