Biografia de Michael Jackson: a trajetória musical do artista

Conheça o artista · Por Letras

26 de Abril de 2019, às 07:00

Quem foi Michael Jackson? Seja pelas polêmicas em documentários e tribunais, pelas discussões antes e depois da sua morte, ou pelos inúmeros mistérios que envolvem a história desse artista, Michael sempre foi uma figura bastante enigmática.

Cantor Michael Jackson.
Créditos: Divulgação

Apesar disso, seu legado musical é inegável: Bruno Mars, Beyoncé, The Weeknd e incontáveis outros artistas apontam MJ como uma de suas maiores influências. Mas como foi que o pequeno Michael se tornou o Rei do Pop?

A gente topou o desafio de tentar contar um pouco da biografia de Michael Jackson através de algumas das músicas mais icônicas da sua carreira. A história começa lá em 1964 e atravessa décadas! Vem ver:

A biografia de Michael Jackson contada em 10 músicas

Filho de Joseph Walter Jackson e Katherine Scruse Jackson, o pequeno Michael, nascido no dia 29 de agosto de 1958, era o sétimo de nove irmãos. Apesar das origens humildes, os pais tinham fortes ligações com a música, sendo Joe um empresário musical. Assim, a carreira de Michael começa em 1964, aos seis anos de idade.

1. I Want You Back (1969)

Ao lado dos irmãos Jackie, Tito, Jermaine e Marlon, Michael era o caçula — conhecido como Little Michael. Juntos, formavam o quinteto Jackson 5, na gravadora Motown Records. A partir de 1966, Michael se tornou o principal vocalista e dançarino do conjunto.

Olha o pequeno Michael, cantando e dançando I Want You Back — primeiro grande sucesso do grupo:

2. Ben (1971)

Composta para o filme Ben (1972), que conta a história de um pequeno menino e seu ratinho de estimação, a música foi gravada pelo pequeno Michael aos 14 anos e se tornou o primeiro de muitos singles solo número 1 do artista, lançado em um álbum de mesmo nome.

Dá pra ver que esse foi um passo muito importante para a carreira de Michael Jackson rumo ao artista que conhecemos: desde novo, já se destacando sem depender de seus irmãos.

3. Don’t Stop Til You Get Enough (1979)

Depois de Ben, três outros álbuns solo foram lançados por Michael, sem abrir mão do Jackson 5. A independência de MJ viria só em 1979, quando o artista saiu do grupo e focou totalmente em sua carreira solo, lançando o álbum Off The Wall.

Tudo isso começa com Don’t Stop Til You Get Enough, faixa de abertura do álbum, que mostra um pouco desse novo Michael – produzida por ninguém menos que Quincy Jones:

4. Thriller (1982)

Com o sucesso de Off The Wall, que vendeu sete milhões de cópias, veio o desafio de lançar um próximo disco. Esse álbum, lançado em 1982, levou o nome de Thriller: você já deve ter uma ideia se foi bem-sucedido ou não, né? Ele inclusive consta no Guinness World Records como o álbum mais vendido da história!

Considerado um dos videoclipes mais icônicos já produzidos — com aqueles passos de dança que todo mundo conhece e ama —, Thriller também acabou dando nome ao álbum. Uma curiosidade é que a música foi escrita pelo compositor Rod Temperton, originalmente para a sua própria banda, Heatwave. Dá pra acreditar que a banda recusou?

5. Billie Jean (1982)

É também nesse álbum que Michael lança a icônica Billie Jean, uma das músicas mais populares do artista até hoje. Mas você sabia que essa canção quase não entrou no álbum?

É que Quincy Jones, também responsável por produzir esse álbum, tinha suas ressalvas: a primeira com o nome, que poderia ser associado à tenista Billie Jean King; segundo, ele não gostava da introdução e da linha do baixo na música. Michael insistiu: “Mas é essa linha do baixo que me faz querer dançar!”

Além disso, foi em uma performance de Billie Jean que MJ fez seu primeiro moonwalk ao vivo. Imagina ver isso pela primeira vez:

6. Bad (1987)

Sétimo álbum de estúdio na carreira de Michael (contando com os discos lançados na época do Jackson 5), Bad marca uma nova fase: agora, MJ mostra seu lado agressivo e mais ousado.

You know I’m bad, I’m bad, come on, you know (Você sabe que sou mau, sou mau, vamos lá, você sabe)
And the whole world has to answer right now (E o mundo inteiro irá responder agora)
Just to tell you once again (Só para lhe dizer mais uma vez)
Who’s bad (Quem é mau)

Vestido de jaqueta de couro e pronto para brigar, é esse Michael mau que conhecemos no clipe de Bad, mais um clássico de sua carreira:

7. Man In The Mirror (1987)

Ele é mau, mas também vulnerável: Man In The Mirror é uma das músicas de Michael Jackson mais aclamadas pelos críticos, justamente por sua sensibilidade. É uma canção sobre se olhar no espelho, refletir sobre suas ações e como você pode fazer diferente.

I’m starting with the man in the mirror (Eu vou começar com o homem no espelho)
I’m asking him to change his ways  (Vou pedir pra que ele mude de atitude)
And no message could have been any clearer (E nenhuma mensagem poderia ser mais clara)
If you wanna make the world a better place (Se você quer fazer do mundo um lugar melhor)
Take a look at yourself and then make a change (Olhe para si mesmo e faça essa mudança)

Não é à toa que o clipe segue essa mensagem, mostrando imagens sobre a pobreza, além de trechos de vídeos de grandes nomes, como Martin Luther King e John F. Kennedy:

8. Black Or White (1991)

Lançada em 1991, Black Or White tem diversas interpretações: enquanto a gravadora de Jackson dizia que a música falava sobre harmonia racial, a canção coincide com o período em que Michael apareceu com a pele mais branca e isso foi fortemente discutido.

Vítima de vitiligo — doença crônica caracterizada por manchas brancas na pele —, Michael veio a público em 1993, em uma entrevista com a Oprah, e explicou que não buscava descolorir sua pele, apenas se maquiar de modo a manter o tom da pele uniforme com suas manchas.

9. They Don’t Care About Us (1995)

“Michael, eles não ligam para a gente!”

Lançada em 1995 para o álbum HIStory, They Don’t Care About Us fala sobre preconceito, racismo e é um pedido de atenção aos direitos humanos. Um dos clipes foi gravado em uma favela, no Brasil; o outro, em uma prisão. Ambos retratam grupos marginalizados da sociedade e do mundo.

In the suite, on the news (Engravatado nas notícias)
Everybody, dog food (Todo mundo consumindo lixo)
Bang bang, shock dead (Tiroteio, mortes violentas)
Everybody’s gone mad (Todo mundo ficou louco)
All I wanna say is that (Tudo o que eu quero dizer é que)
They don’t really care about us (Eles realmente não ligam pra gente)

Se você curte essa música, aproveita para rever o vídeo no Brasil, com a ilustre participação do grupo Olodum:

10. This Is It (2009)

Última música do álbum de mesmo nome, This Is It é também a última canção de amor que Michael lançaria em vida. O disco, lançado em 2009, seria promovido em uma turnê de retorno do artista, que teve seus ingressos completamente esgotados.

A turnê teria início no dia 13 de julho de 2009, mas Michael Jackson sofreu uma parada cardíaca no dia 25 de junho, que levou ao seu falecimento. As gravações dos ensaios para a turnê que nunca aconteceu se tornaram um filme, também intitulado This Is It, campeão de bilheteria.


E aí, deu saudade das músicas do Rei do Pop? Vem conferir nossa playlist a evolução de Michael Jackson para ouvir essas e outras músicas icônicas do artista!

Playlist Michael Jackson.