O sucesso do feminejo: as maiores cantoras sertanejas da atualidade

Listas musicais · Por Rafaela Damasceno

27 de Fevereiro de 2021, às 19:00

Antigamente, a música sertaneja era dominada por cantores e duplas formadas exclusivamente por homens. Poucas eram as mulheres que se destacavam no gênero e conquistavam o seu tão sonhado lugar ao sol.

Mas, a partir de 2016, várias cantoras reivindicaram o seu espaço e ocuparam as paradas de sucesso. Com o feminejo, as mulheres deixaram de ser as vilãs das tramas de sofrência e passaram a ser protagonistas de suas próprias canções.

Com um sucesso estrondoso, elas merecem a nossa exaltação. Por isso, confira a seguir a nossa lista com as maiores cantoras do sertanejo!

As principais cantoras sertanejas

Cheias de estilo e personalidade, as mulheres vieram para ficar na música sertaneja. É o feminejo, que já traz muitos nomes notáveis há alguns anos.

Então, que tal relembrar as veteranas e conhecer as novatas que estão chamando a atenção do público? Bora lá!  

Roberta Miranda

Nosso primeiro lugar é reconhecido como “Rainha Sertaneja”, mas que também esbanja talento em outros estilos musicais. Estamos falando de Roberta Miranda que, desde a década de 1980, conquista o Brasil.

Além de cantora ela também é compositora, multi-instrumentista, escultora e pintora. São tantos atributos que fica até difícil escolher uma música para homenageá-la. Mas vamos com o clássico A Majestade, o Sabiá:

As melhores de Roberta Miranda: relembre 15 sucessos da cantora 

Marília Mendonça

Para quem ainda não sabe, Marília Mendonça já brilhava como compositora antes mesmo de ser reconhecida pela sua voz. É de sua autoria a música Cuida Bem Dela, gravada por Henrique e Juliano.

Mas foi só em 2015 que ela resolveu investir em si mesma e gravar o seu primeiro DVD, com vários hits. O mais recente, Troca de Calçada, já não sai da cabeça dos fãs:

Top 10: as melhores músicas de Marília Mendonça 

Simone e Simaria

As irmãs baianas Simone e Simaria, conhecidas como “coleguinhas”, começaram a cantar ainda crianças. E, já adultas, chegaram a participar da banda de Frank Aguiar como backing vocals. Apesar de cantarem forró no início da carreira, o sertanejo sempre foi a paixão da dupla.  

Em 2012, decidiram assumir as rédeas de sua trajetória musical e lançaram o primeiro CD independente. A partir daí, Foi Pá Pum, com sofrência garantida! 

Maiara e Maraisa

Outra dupla que começou a carreira muito cedo foi Maiara e Maraisa. Aos 15 anos, os pais deram a elas uma escolha: gravar um CD ou viajar para a Disney. Elas não pensaram duas vezes e escolheram a gravação.

O primeiro DVD saiu em 2015 e continha diversos sucessos. Um deles, e um dos maiores da carreira, é Medo Bobo:

Maiara e Maraisa: conheça a biografia da dupla sertaneja 

Naiara Azevedo

Diferentemente das outras cantoras da nossa lista, Naiara Azevedo começou a cantar por acaso, depois de postar uma paródia da música Sou Foda em seu canal do YouTube, intitulada Coitado

A performance chamou a atenção dos seguidores e ela resolveu se dedicar ao feminejo.

A cantora aborda vários temas importantes para o universo feminino em suas canções. Prova disso é Obrigado, Mãe, que trata da relação materna. Confira:

Confira as 7 melhores músicas de Naiara Azevedo 

Paula Mattos

Com apenas 12 anos, Paula Mattos já escrevia suas próprias composições e, pouco tempo depois, passou a se apresentar em bares de Campo Grande, sua cidade natal.

Sempre incentivada pelos pais, ela passou por dificuldades pessoais até se dedicar completamente ao mundo da música. Hoje, ela já tem vários sucessos, como Não Largo, Não Troco, Não Empresto:

May e Karen

Apesar de não serem irmãs, é como se May e Karen tivessem o mesmo sangue, tamanha é a sintonia das duas. Apresentadas por amigos em comum e apaixonadas pelo sertanejo universitário, resolveram formar uma dupla em 2013. 

As novas musas desse estilo musical já têm várias produções famosas. Uma delas é Coração de Osso, que conta com a participação de Naiara Azevedo. Ninguém segura este trio:

Lauana Prado

Você sabia que Lauana Prado participou do The Voice Brasil e chegou a ser uma das semifinalistas do time de Carlinhos Brown? 

E que, antes da fama, ela trabalhou como compositora e chegou a escrever músicas para nomes consagrados como Roberta Miranda, Edson & Hudson e Rionegro & Solimões? 

Mas o importante é que agora ela brilha ao interpretar as suas próprias composições. É o caso da recente Viva Voz:

Bruna Viola

Com apenas 27 anos, Bruna Viola já se destaca nos cenários nacionais e internacionais. Em 2017, ela conquistou o Grammy Latino na categoria de Melhor Álbum de Música Regional com Melodias do Sertão

Nascida em Cuiabá, capital do Mato Grosso, ela é conhecida por gravar canções típicas das mais diversas regiões do país. Conheça um de seus maiores sucessos, Pagode Em Brasília:

O sucesso do feminejo

Entre as décadas de 80 e 90, a maioria das músicas sertanejas tinham como temas traições e desilusões amorosas. No geral, eram homens cantando sobre a tristeza de terem sido trocados por alguém que tanto adoravam. A famosa dor de cotovelo.

Naquela época, as mulheres eram meras personagens dessas narrativas que tinham como foco o sofrimento do homem. Nos videoclipes, elas apareciam como grandes vilãs ou de forma objetificada.

A partir de 2016, novas cantoras começaram a fazer sucesso no sertanejo e trouxeram uma visão bem diferente para o gênero: o ponto de vista agora era delas, que antes não eram ouvidas. A sofrência, a traição, a dor da rejeição continuaram a aparecer, mas do ponto de vista feminino.

Não é preciso nem dizer o quanto essa nova forma de produzir música sertaneja agradou ao público. Ao se sentirem representadas, as fãs de sertanejo também passaram a curtir e ouvir mais essas músicas, que ganharam inclusive uma nova categoria: o feminejo. 

Saiba tudo sobre a história do sertanejo

Se você curtiu a nossa lista de maiores cantoras sertanejas, com certeza é fã desse estilo musical que atravessa gerações ao longo dos anos. Então, que tal saber um pouco mais sobre a história do sertanejo

história do sertanejo

Você também pode gostar:

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente e descubra mais sobre o mundo da música


Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.