História da Harpa Cristã: o hinário com 640 canções de adoração a Cristo

Conheça o artista · Por Julia Campos

11 de Março de 2019, às 11:24

Louvar a Deus é algo recorrente entre os evangélicos, para agradecer as graças alcançadas e a dádiva da vida. Uma oração em silêncio ou em coro são formas de demonstrar a Deus toda a gratidão e devoção. A música também se tornou uma forma de louvor. A Harpa Cristã, hinário oficial da igreja Assembleia de Deus, reúne atualmente 640 hinos que são entoados nos cultos.

Símbolo da Harpa Cristã

As canções, que fazem com que o pensamento seja elevado a Deus, são cantadas em coro pelos fiéis nos cultos, e também em suas casas, como forma de adoração. Desde a publicação do primeiro hinário da Assembleia de Deus, em 1922, muitos hinos foram agregados à Harpa Cristã. As músicas ganharam novas roupagens e arranjos, para conquistar cada vez mais seguidores. O sucesso da reunião de composições é grande, tanto que há aqueles que não frequentam a igreja, mas são ouvintes dos louvores de adoração.

Neste post, contaremos a história da Harpa Cristã, e para conhecê-la, continue a leitura!

O que é a Harpa Cristã

A Harpa Cristã é o hinário oficial da igreja Assembleia de Deus, que possui, no Brasil, cerca de 22,5 milhões de fiéis. A igreja é considerada a maior denominação pentecostal do mundo. A Harpa Cristã foi criada para reunir as composições do cântico congregacional, e possibilitar o louvor a Deus nas atividades da igreja, como o:

  • Batismo
  • Culto público
  • Casamento
  • Funeral
  • Apresentação de crianças, e outros.

O objetivo da reunião de hinos é fortalecer a comunidade, e evocar a adoração a Deus por meio do louvor. A Harpa Cristã é dividida por temática, e os louvores são direcionados para tipos de assuntos diferentes, como por exemplo:

O início do cântico congregacional da Assembleia de Deus no Brasil

Logo que surgiu, a Assembleia de Deus utilizava o hinário Salmos e Hinos, que também era usado por outras igrejas evangélicas. Em virtude das características únicas da denominação, os pioneiros colocaram em pauta a demanda pela criação de um hinário que englobasse as doutrinas pentecostais.

O Cantor Pentecostal

Da necessidade citada acima, nasceu o Cantor Pentecostal, em 1921. Ele foi impresso pela tipografia Guajarina, com a supervisão editorial de Almeida Sobrinho, o primeiro editor pentecostal, que também editou jornais da denominação, como o “A Voz da Verdade”. A publicação reunia 44 hinos e 10 corinhos. O pequeno hinário foi distribuído pela Assembleia de Deus do Pará.

O surgimento da Harpa Cristã

Em 1922, um ano após a criação do Cantor Pentecostal, a Harpa Cristã era lançada em Recife. Dessa vez, sob orientação editorial do Pastor Adriano Nobre, o hinário teve tiragem de mil exemplares e foi compartilhada para todo o Brasil pelo missionário Samuel Nyström. A segunda edição do hinário possuía 300 canções. Em 1932, esse número saltou para 400 hinos.

A elaboração dos hinos

Segundo a história da Harpa Cristã, a colaboração do missionário Samuel Nyström foi de extrema importância para que a reunião de hinos fosse concretizada. Nyström era sueco, e não dominava a língua portuguesa com perfeição. Mas isso não foi impedimento para que ele traduzisse diversas letras da hinódia original da Escandinávia.

O Pastor Paulo Leivas Macalão contribui de forma parecida, e possibilitou que os poemas traduzidos fossem adaptados às respectivas músicas.

Livro antigo com o texto "Harpa Cristã das Assembléias de Deus no Brasil"
Créditos: divulgação

A Harpa Cristã com letra e música

A Convenção Geral das Assembleias de Deus se reuniu em São Paulo, no ano de 1932, e nomeou uma comissão para editar e publicar a primeira versão da Harpa Cristã com música. Faziam parte dessa comissão:

  • Emílio Conde — integrante do Coral da Assembleia de Deus, organista e acordeonista
  • Samuel Nyström — missionário sueco e pastor da denominação e tradutor de hinos
  • Paulo Neivas Macalão — autor e adaptador de diversos hinos da Harpa Cristã
  • Nils Kastiberg — missionário sueco, evangelista e pastor
  • João Sorhein.

A Harpa Cristã com 524 hinos

Outros hinos foram sendo adicionados à Harpa Cristã com o passar do tempo, até que o hinário alcançasse 524 letras. A maior parte dos hinos havia sido revisada até o ano de 1981. Eles foram adaptados para que sua execução se tornasse mais simples para o cântico congregacional.

A Harpa Cristã atualizada

Após a apresentação de uma proposta organizada pelo Pastor Adilson Soares da Fonseca, o conselho administrativo da Assembleia de Deus, em 1979, nomeou uma comissão para rever músicas e letras da Harpa Cristã. A comissão reuniu diversos pastores da denominação.

A Harpa Cristã atualizada só foi lançada em 1992. A nova versão foi aceita em muitas igrejas, porém, a maioria preferiu manter o hinário tradicional em seus cultos e liturgias.

Trecho de página do hinário da Harpa Cristã
Créditos: SBB

A Harpa Cristã ampliada

As demandas da Assembleia de Deus fizeram com que a denominação empreendesse a ampliação da Harpa Cristã. Mais 116 hinos foram adicionados ao hinário, com o objetivo de abranger todos os cerimoniais e eventos da igreja.

O lançamento da Harpa Cristã ampliada, em 1999, com 640 hinos, foi um marco para a hinódia pentecostal da Assembleia de Deus.

Outras igrejas evangélicas adotaram a Harpa Cristã, muitas delas neopentecostais. Essas denominações encontram nas letras e melodias do hinário o acalento espiritual necessário para adorar a Deus. Independente de qual doutrina é seguida, o papel da Harpa Cristã é levar o Evangelho de Cristo para que as pessoas o conheçam, e a música é um excelente meio condutor para que isso aconteça.

Hinos mais acessados da Harpa Cristã

Alguns dos hinos da Harpa mais acessados da Harpa são:

Agora que você já conhece a história deste hinário, saiba quais são os hinos mais tocados da Harpa Cristã!