exibições 2.253
Foto do artista Boogarins

Polução Noturna

Boogarins


Olha as colchas da manhã
Pernas de algodão
Leite escorre no colchão
Eu não, e esse sol
Pra quê me acordar assim?
E se eu não voltar?

Vi meu corpo amanhecer
Não pude esperar
Me sentia quase lá
Foi bom, e passou

Por mim

Como aquele olhar
Como assim, à toa?
Como sim

Até você, se bobear, à toa

Polução, polução
Polução noturna

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir