Seleção De Partido Alto

Candeia

exibições 46

Saio de casa
E vou pra rua
A noite está
Pra violão
Olho pro céu
Sinto que a lua
Zomba da minha solidão

É mania
Mas o que posso fazer?
Pois sem ela
Cadê vida pra viver? Cadê?

Então bebo um trago
Lá na tendinha
Cantando um samba
Lá da Portela
Portela querida!
O sabor ardente da cachacinha
Me lembra o doce
Beijo dela

É mania
Mas o que posso fazer?
Pois sem ela
Cadê vida pra viver? Cadê?

A felicidade
Do meu barraco
Ela levou
Ao me deixar
E até a corda do meu cavaco
Se arrebentou pra não chorar

É mania
Mas o que posso fazer?
Pois sem ela
Cadê vida pra viver? Cadê?

Então bebo um trago
Lá na tendinha
Cantando um samba
Lá da Portela
Portela querida!
O sabor ardente da cachacinha
Me lembra o doce
Beijo dela

É mania
Mas o que posso fazer?
Pois sem ela
Cadê vida pra viver? Cadê?

Mania, mania falei
Sem ela eu não posso ficar
Amor vou ter dar os meu braços
Que é seu lugar

É mania
Mas o que posso fazer?
Pois sem ela
Cadê vida pra viver? Cadê?

Mania, mania que é amor
E ninguém pode criticar
Quem ama não pode escolher
A quem se deve amar

Já clareou! Já clareou!
Portela eu voltei pro meu amor

Volta a corda pra caçamba
Volta o padre pra capela
Volta o luar para a lua
A jangada para vela
O remador pra canoa
O parafuso pra a arruela

Já clareou! Já clareou!
Portela eu voltei pro meu amor

Andei batendo cabeça
Reco-reco e tamborim
Eu bati, você bateu
Mas a mágoa chega ao fim
O rio voltou para o mar
Você voltou para mim

Já clareou! Já clareou!
Portela eu voltei pro meu amor

Quem fala tem água na boca
Quer ficar no meu lugar
Bom malandro não dorme de touca
Não dá papo à zé mané
Você voltou para mim
Voltou o garfo pra colher

Já clareou! Já clareou!
Portela eu voltei pro meu amor

Provar! que não tem veneno
Não tem veneno não
Pode provar
Mas eu juro que não

Feijão que o mestre preparou
Naquela sexta-feira
Eu provei, todo mundo provou, meu amor
Você não vai ser a primeira a provar

Que não tem veneno
Não tem veneno não
Pode provar

O melado que a tia guardou
Está na pipoqueira
Eu provei, todo mundo provou, meu amor
Você não vai ser a primeira a provar

Que não tem veneno
Não tem veneno não
Pode provar

Pudim que Maria guardou
Dentro da geladeira
Eu provei, todo mundo provou, meu amor
Você não vai ser a primeira a provar

Que não tem veneno
Não tem veneno não
Pode provar

Tu me deixa comer, repetir
A salada de nabo
Mas quero escorregar, meu amor
Na baba desse teu quiabo

Provar! que não tem veneno
Não tem veneno não
Pode provar

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Boa noite sinházinha
Boa noite ó sinhá

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Boa noite meu senhor
Eu já vou me retirar

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Menina de 15 anos
Querendo me namorar

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Isto é rabo de foguete
Mas que eu não vou segurar

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Vou-me embora pra bem longe
Pra saudar meu orixá

Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá
Ô skindôlêlê outra vez skindôlálá

Vou-me embora! Vou-me embora
Lá pra Jacarépaguá

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Vou com Deus e Nossa Senhora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

E vou levar minha viola

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Galo pra cantar não demora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

E já vem rompendo aurora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Não chora benzinho, não chora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Candeia já vai embora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

E quem perdeu é quem chora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Vou para Juiz De Fora

Olha hora Maria
Ô ô ô Maria, é hora

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Candeia / Dewett Cardoso / Wilson Moreira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Kaique
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.