exibições 5.113

Getsêmani

Valeria Veras


No getsêmani ouvia-se uma voz em oração do filho que clamava a seu pai: "se possível for, passa de mim este cálice, todavia não seja como eu quero, mas seja feita a tua vontade"
Aba pai, aba pai...
E o seu suor em sangue transformou-se, sentindo a agonia da morte e da dor
Ele sentiu ali tudo o que iria sofrer
A angústia da morte tomou conta do seu ser
Aba pai, aba pai...

Os soldados lhe prenderam quando judas o beijou
Era chegado o momento de padecer terrível morte por amor
Lhe julgaram, lhe zombaram, lhe coroaram de espinhos
Ficou nu, envergonhado, sua carne foi dilacerada
Seu corpo ferido com o osso à mostra
Suportando o peso da cruz em suas costas
Quando ele cansava, o soldado empurrava
Caiu meu Jesus...
Chegando no lugar do gólgota, lhe pregaram na terrível cruz
Lhe zombavam assim dizendo:

"Não és tu o rei dos judeus, o messias? O enviado de Deus?
Desce da cruz pra que creiamos!"
E Jesus naquele momento, perdoando-o disse: "pai, está tudo consumado. Em tuas mãos eu entrego o meu espírito!"

E Jesus naquele momento expirou
A terra tremeu, o sol apagou
O soldado que estava ali vendo aquela cena então confessou
Impactado por tão grande amor, reconheceu e assim falou:

"Verdadeiramente, esse era o filho de Deus!"
Jesus levou sobre si nossas transgressões, dores e enfermidades
Tudo só por amor!
Verdadeiramente, o seu amor eu não merecia
O meu Jesus, ao morrer, desceu ao abismo do inferno e a chave da morte tomou
A cabeça da serpente ele esmagou

E ao terceiro dia, o sepulcro se abriu
O filho do Deus vivo com poder ressurgiu
Ele é a ressurreição e a vida

Vivo está, ele é maravilhoso
Vivo está, ele é poderoso
Vivo está, ele vivo está
Vivo está, ele é maravilhoso
Vivo está, ele é poderoso
Vivo está, ele é vitorioso
Ele vivo está...
Vivo está, ressuscitou em glória
Vivo está para nossa vitória
Vivo está, mudou a nossa história
Ele vivo está...

Vivo, vivo ele está...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir