Braços abertos na noite
O cristo redentor
Abraça a cidade dizendo
Sou eu o teu amor

Sou todo concreto, sou todo objeto
Mas eu quero
Teu calor agasalhar

Aqui no espaço é frio
Falta lã no cobertor
Tambem sou favelado
Que sufoco, que horror
Me tire desse inferno
Me aqueça nesse inverno
Que eu tambem quero cantar
Cidade maravilhosa

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir