A cada noite que passar
Tenho um novo motivo para sonhar
Diga lá meu abutre
Na última noite das almas perdidas
Quantas vou ganhar

A boca calada sempre à meia-luz
Arrisco perder o que tenho vou jogar
Diga lá meu abutre
Na última noite das almas feridas
Quantas vou ganhar

Meu mundo restrito terminou
E na estrada das almas aprendi
Que o corpo é carniça nada mais
E na última noite eu parti

Digo lá meu abutre
Na última noite das almas perdidas
Quantas vou ganhar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir