exibições 4.653
Foto do artista Coruja BC1

Apócrifo

Coruja BC1


Acho que eu envelheci 10 ano
Mas no calendário só foi 3 ano
A teimosia ainda mata meus mano
E às vezes somos os maior hater daquilo que planejamo
Meus mano na ilha, e não é do Caribe
Com o sonho cancelado tipo Fred Gibbs
Hoje Outback, ontem esfirra no Habib's
Mas as armas ainda mira em nóis, não importa o calibre

Não perca o foco quando tudo é click
Nem todos têm o poder de Midas, isso eu vi no ringue
Use o cérebro antes da Uzi, vida de Instagram, publique
Porém esse rappers bundão só são concorrência pra Nicki
Pretos no topo, só não esquece as preta
E quando expor suas fraquezas não culpe boceta
MC destaque é o instrumental quando se falta letra
E se não tem talento, tudo bem, vai no Twitter e forja uma treta
Minha redenção é através da arte, igual Caravaggio
Ainda com a mesma fé da Fiel quando lota estádio
Seres humanos tão vaidosos, mas soam frágil
Copio ninguém além de Deus, só ele pode acusar eu de plágio
Me comparar com cafetão e o crime soa Rockstar
Me comparar com deuses e reis te soa arrogante
Somos deuses do Orun invadindo o Olimpo pra ocupar
Então pode se preocupar se quer ver a morte dos meus semelhantes
Criado mudo pra não ver o instante
Quantos nossos morreu de desgosto igual Little Walter
Barry viu quão infiel a fama é
Na primeira oportu nos troca por um caucasiano qualquer
Números mentem, Jay-Z, hoje se compra like
Robôs projetam dislikes, qualidade se ver por like
Exigência é mentir no mic, contabilizando like
É que o novo hip hop exige idiotas do hype

Ceis quer nos bobo da corte ou no cemitério?
Hypam quem brinca com a nossa luta, não que leva a luta a sério
Qual é o textão que nos separa?
Respeito as manas desde Fabiana a Dona Ivone Lara
Sonho do oprimido é ser o opressor? Não, não, só ser ressarcido!
Hoje o opressor diz o que é opressão, mermao, tamu fudido
Menor de 13 entra pro 12 e se encontra perdido
Morre na mira de um 38, matemática dos excluído
Tudo invertido, tipo a cruz do filme A Freira
Tá de chapéu, abra sua mente, e eu nem falo em usar viseira
Só em usar tua a visão além do leitinho com pera
Olha pro próprio umbigo é estático, tipo correr na esteira
Caneta e coração têm que falar mais do que o beat
A cada 10 que me critica, 11 já me pediu feat
Eu sei que invejoso é mato, o jogo é sujo, e pede hit
Teatro da vida ingrata, igual Adão culpando Lilith

De volta ao lar igual Pitter
Tempo sombrio, onde pastor quer pregar a palavra de Hitler
Como Cristo fosse um soldado alemão nazista
Não sou racista, eu tenho amigo preto, disse o racista
Um dia arrastei tênis no chão pra ninguém ver ele furado
Hoje a Converse me patrocina com os mais foda que ela tem lançado
Corri tanto que os bico pareceu parado
E hoje é impossível um Top Five sem meu nome ser lembrado
Esse storytelling é foda
Sem final feliz, igual trama shakespeariana
Brother, não existe amor quando o assunto é nota
Aprendi do modo mais foda que o Deus de São Paulo é grana
E um mano meu me disse: Esse mundo é o que há de pior
Pessoas não muda, não se iluda, só aprendem a mentir melhor
Eles nunca se posicionam, mas cobra: Se posiciona
E quando tua luz se vai, até tua sombra te abandona
2019, pecados a prestação
É Black Friday, né, tio, depressão em liquidação
Luz câmera e ação, pós produção exige marketing
No lançamento da postura, a consciência que faz react
Nosso sorriso inspira vida, tipo Dream Team do Passinho
No ano de Jorge, Ogum na frente pra abrir os nosso caminho
Fiquem com o cobre e bronze, dizem que ouro não é pra gente
Oxum é a minha mãe, filho da puta, eu vou por ouro até nos dente

Papai Noel símbolo do império capitalista
Esse ano vai vim de azul pra não parecer comunista
Mas pera lá, Coruja, cê tá sendo extremista
Gritou a revolução gourmet, bater panela na Paulista
Estamos precisando se amar, e eu nem falo só de foder
Sim de empatia pra caminhar, pra no fim nós não se foder
Mas não, eu quero codein, seus papo nem vende mais
Tudo tão Michael Jackson, embranquecendo e andando pra trás

Punch line não, brasileirei, linhas de murro
Às vezes me sinto meio Shrek, olho em volta e só vejo burro
Punch line não, brasileirei, linhas de murro
Às vezes me sinto meio Shrek, olho em volta e só vejo burro
Brasileirei, linhas de murro
Linhas de murro

É a era do descartável
Somos descartáveis
Tudo tão vago, tudo tão vago, tudo tão raso

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir