Bossa do Bayard

Dulce Quental

exibições 432

Ele é cheio de poesia
Calças sujas de tinta
Pintando fora da tela
Vivendo o próprio poema

Seu sexo é um pincel
Impressionando as mulheres
Com toques claros e leves
Colore lábios e peles

Com uma garrafa de Whisky
Imaginou um cavalo
Solto no espaço
Veio cair nos meus braços

Seu único e último quadro
Pintou com a vida inteira
Linhas e trilhas vermelhas
Ele é o próprio poema

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir