Rabichola de Jumento

Falcão


Eu estou preocupado
Coisas modernas estão mudando os meus costumes
E daqui a bem pouco tempo
Eu vou ser mesmo é do século passado

Se até lá no interior
As raparigas não se chamam mais fuampas
E não se chama mais cueca de ceroula
E nem os tênis se chamam mais quinapes
E não tem mais matéria prima
Pra fabricar as camisas volta-ao-mundo
E essas coisas do Paraguai
São mais decentes que uma rabichola de jumento

Eu que sempre lhe dizia
Que aquele perfume dava sovaqueira e azia
Mas você me chamava de cafona
Dizendo que eu não entendia

Mas eu sempre insistia
E comentava junto com Raimunda
Que usava o talco Rossi nos peitos
E o sabonete Lever na bunda

Eu estou preocupado
Coisas modernas estão mudando os meus costumes
E daqui a bem pouco tempo
Eu vou ser mesmo é do século passado

Se hoje em dia, até quem é doutor
Não usa mais as calças faroeste
E ninguém leva mais nada na cacunda
E nem as beatas usam mais corpete
Nem se chama mais viado de baitinga
E gonorréia não é mais esquentamento
E essas coisas do Paraguai
São mais decentes que uma rabichola de jumento

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Falcão / Mução / Paraiba / Robério Soares. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Renata. Revisão por EE. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog