Objetos

Flávia Ellen

Deixa estar do jeito que terminou
De repente, cadê o amor?
Me olha com os mesmos olhos sempre
E ainda nega algo mais envolvente
Procure outra cama e cobertor
E vá brincar com a sua dor

Não nego minha ira e descontentamento
Com a materialização dos sentimentos
Erro pouco discreto, disperso
Sonho muito secreto, objeto
Quem sabe alguém valorize sua paixão
De viver como se fosse um artesão

Refrão:

Se quer apenas fama e meu calor
Se pra você "sentir" não tem valor
Pegue uma coisa, o seu amor
E vá pra o... Seja onde for


Brinquei contigo, mas isso não quer dizer
Que é brinquedo o que faço valer
Amor e ódio amordaçados
Dom e tom dominados
Mal e bem mal-intencionados
Sim e não simplificados

Refrão

Se quer apenas fama e meu calor
Se pra você "sentir" não tem valor
Pegue uma coisa, o seu amor
E vá pra o... Seja onde for
E vá pra o... Seja onde for
E vá pra o... Seja onde for

Deixa estar do jeito que terminou
De repente, cadê o amor?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir