Foto do artista Flávia Ellen

Triste Fortuna(Belicoso)

Flávia Ellen


Triste Fortuna(Belicoso)
Flávia Ellen

Triste Fortuna (Belicoso)

OBS: Gostaria de,com essa música, deixar clara minha homenagem ao Teatro Mágico por tudo que eles conseguiram construir com a música. Eis aqui toda minha admiração e agradecimento pela influência.

Flávia Ellen

Olha ao longe quem vem vindo, o guerreiro trovador
Junto ao seu fiel amigo, escudeiro, grande navegador
Traz junto de si o retrato de sua querida donzela
Que tristonho deixou pra trás, esperando na janela.

Deixou pra trás também o seu legado, um menino levado
E um poema pra sua senhora, de homem enamorado
"Eu volto, meu bem, acredito não ser como o tempo, o vento
Que vai, destrói, não volta e não marca seu momento".

Mal sabia o homem que a guerra estava ao lado
A glória, a honra, a fama, o medo e o destino ameaçado.

Homem virtuoso, sabe que tem um dever a cumprir
E junto a seu aliado, acredita que pode conseguir
Sem medo de cair, tem a força e a vontade pra levantar
Coragem pra seguir, erguer a cabeça e recomeçar.

Mas no meio dum fuá de guerreiros, esqueceu seu maior valor
Que antes de guerreiro era trovador e prefere o amor
Não viu nada, só a lança que em seu peito se alojou
Lembrou do tempo, do vento, do poema, e os olhos cerrou

Lembrou de sua linda dona e de todo seu amor
Da sua mãe que dizia: "ninguém contraria a vontade do Senhor".
Como todo poeta, trovador, fui fugidio e fugaz
Marcou, deixou, se fez e agora se desfaz.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir