"Virge" santa meu Deus a coisa é bruta parceiro
Vivo lidando no teto da vaca nesta sina de leiteiro
Malgrado a hora que fui inventar de lidar com as tambeiras
Vivo lidando de lado a lado que nem china de fronteira

O pagamento das vacas a dias "ta" atrasado
E o gerente do banco me traz num canto chorado
Pra me ajudar os ladinos bem abaixo da porteira
Carnearam a minha vaca pampa a mais buena das leiteiras

É vaca mangueira e carroça repartindo leite no povo
Dormindo com as galinhas que vamanhã tem de novo

"Tou" dando crista pras vacas subiu demais o farelo
Boto uma aguita no leite quem não conhece engambelo
Uma véia desgranida tirou pra me encomodar
Achou um lambarí no tarro e diz que vai me processar

Pra completar o azar meu cavalo pangaré
Disparou com a carroça e me deixou de a pé
Esparramou tudo meus tarros e peixou uma camioneta
E por nada não me mata uma véia de bicicleta

É vaca mangueira e carroça repartindo leite no povo
Dormindo com as galinhas que vamanhã tem de novo

Deu a louca na minha véia e resolveu me abandonar
Se amaziou com outro cristão pra poder se indireitar
A desgranida é sortuda fui eu que fiquei na pior
Me trocou por um lindeiro que tinha as vacas melhor

Vivo correndo de atrás já venho de idéia tonta
Pois um mês cruza voando pra um cristão cheio de conta
Ando trocando de rua pra fugir dos bolicheiros
E os freguês me dando nó não posso juntar dinheiro

É vaca mangueira e carroça repartindo leite no povo
Dormindo com as galinhas que vamanhã tem de novo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir