Estava à beira do rio Quebar
Sem esperança, exilado
Longe de Sião
Não havia motivos para cantar
Saudade tinha da adoração
Então chorei lembrando dos bons momentos
À terra da adoração queria voltar
E eu pensei: ?meu Deus me abandonou
Em terra estranha estou
Restaura Israel?

Mas o Senhor me visitou
Tocou meus lábios me ungiu
Me renovou, me pôs de pé
E então me disse assim:

Vai filho do homem, eu te envio às nações
Vai, eu te transformo em atalaia de Israel
Liberto estás, não temerás
Pois minha glória, minha mão
Te levantou como profeta da adoração

E o que eu mandar falar, falarás!
Minha presença estará contigo
Não te esqueci no exílio
Mas te escolhi para restaurar a adoração

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir