Momento Seguinte

Gog

exibições 3.923

O teste é forte o sangue jorra escorre e ferve
Delírios aos 40 graus de febre
A sede aperta merda não posso beber nada.
Sinto a vista escurecer,
Já não consigo me mover
A tendência agora é o corpo amolecer pra depois endurecer de vez.
Pesadelo, terradeiro , agonia,
A sete dias da própria missa de sétimo dia,
A fé uma vasilha vazia da cabeça aos pés emorragias,
Quem diria eu reincidente calejado,
Varias passagens: porte ilegal, quadrilhas de assalto aqui esticados
Mirei errei, acabei sendo alvo
E todo ódio veio em torno do meu lado e o pior,
Me pegou despreparado
Preciso ficar calmo um chegado foi buscar um carro
Quem sabe veí não seja tarde,
E eu chegue ainda vivo a uti do hospital
De quase macas jac's tubos, lençois ensanguentados
O raio x revela um dos pulmões foi perfurado
Um saldo nada positivo
Viu? Premeditei meu homicídio
Minhas idéias, meu gatilho, meus motivos
Fazem de mim a muito tempo morto vivo
Choros pedidos de socorro nada disso me comoveu
Só que o sangue que jorra agora é o meu

O teste é forte é, o teste é forte é,
O teste é forte o sangue jorra, escorre e ferve,
O teste é forte é, o teste é forte é,
O teste é forte jorra, escorre e ferve.

Cirurgia com sucesso vida salva, varias balas pelo corpo se movendo
As cicatrizes dos 300 pontos só o tempo, nem o tempo
Recuperação dos movimentos, fisioterapia todo dia cedo
Cedo todo dia vida normal de novo nenhuma garantia
Sem grana sem emprego ao meu lado, ao meu lado só minha família
A mesma que eu inconsequente destruía
Visitas de chegados, alguns botando pilha
Dizendo que fui vitima de uma armadilha
Mais eu sei, minha arapuca eu armei, minha cova, eu cavei
E por pouco não me enterrei de vez
2 anos e 6 meses de cadeira de roda
Aprovado e reprovado em duras provas
Muitos castigos pra pagar por mais que o cara peque
Nada nem uma dor as previsões do Sara Kubishek
É mesmo forte quase intransponivel teste
Em meio a dependência, sangue, urina, fezes...

Refrão

O impossível para muitos acontece: as pernas dão sinal agora mexem
Mesmo atrofiadas, data e hora foram anotadas na agenda a caneta
6 meses se vão e lá vão as cadeiras, muletas
Estava faminto.
Agia com instinto. Não fumava não bebia. Careta
Nada difícil descolar uma escopeta
Minha presa tava de vacilo
Armei o bote, senhor da situação
Eu era novamente instrumento do anjo da morte
Na hora "h" lembrei dos pontos, da recuperação dos cortes
Do banho dado pelo meu irmão mais novo
Da minha mãe ao lado o tempo todo dando-me total apoio
Será que assim que se resolve?
Papudão, pavilhão 9. Não Gog!
Nem cheguei a engatilhar a dar o golpe
Não escapei por sorte. Não nadei tanto pra morrer na praia
Quem quer que seja apoderando de mim, nesse momento saia
Pra esse sentimento de vingança: vaias
Que viva assim a vida
E que morra dentro de cada um de nós o homicida,
Quem sabe assim se cale os refrões antes cantados
Os papeis aqui interpretados e que dêm lugar ao sonho de roberto carlos
La lalalalalala, la alalalalalalala,
La lalalalalala, la lalalalalalalala
Ai muita gente se esqueceu que o amor só traz o bem
E que a covardia é surda veí e só ouve o que convém.

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir