Faça login para habilitar sua assinatura e dê adeus aos anúncios

Fazer login
exibições de letras 20.506

A Marcha do Povo Doido

Gonzaguinha

"Esta é a Marcha do Povo Doido
Seguindo o exemplo do Samba do Crioulo Doido feito por Stanislaw Ponte Preta.
Lá o crioulo ficou doido por ter que fazer o seu samba-enredo com todos os personagens da História do Brasil.
Aqui quem está doido é o povo,
Que parece ser o grande culpado pela crise de energia, pela caristia, pela policia e pelo mistério de uma coisa chama Anistia,
Que se você não sabe, não permitiu ao anistiado ser reintegrado a seu trabalho.
A não ser que passasse de novo por um novo júri, uma nova censura de modo que não atrapalhasse uma coisa chamada Abertura"


Confesso
Matei a Dana de Teffé
E muitos mais se você quisé
Eu sou qualquer dos José Mané
Dos Santos, da Silva, da Vida

Confesso
A culpa pela caristia
E pela crise de energia
Eu sou o dono da OPEP
Ou Pepsi, ou pop ou Coca

Confesso
(E nem precisa bater)
E confessar me alivia
Vem meu bem
Me condena com aquela anistia
Me manda logo pra cadeia

Garanta
Um pouco a minha poupança
Pois tando em cana a minha pança
Vai ter um pouco de aveia
Ou feijão com areia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Gonzaguinha e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500


Opções de seleção