Foi num cenário vivo de beleza
De encantos mil, de eterna luz e graça
Que a mão de Deus, brindando a natureza
Plantou o marco forte de uma raça

E aquela terra virgem, vislumbrando
O seu porvir no céu estrelejado
Ergueu o porte e altiva caminhando
Seguiu o rumo já por Deus traçado

Assim aureolada
Na luz alvissareira
Surgiu predestinada
A célula primeira

No verde da esperança
No ouro da riqueza
No azul, céu da bonança
No branco de pureza

O teu passado é, ó São Vicente
Um monumento, altar cheio de glória
Perante o qual se curva, reverente
Um povo que conhece a tua História
Viste o Brasil nascer, crescer gigante
Acalentando em teu amor profundo
E transformar-se belo, radiante, iluminado ao Sol do Novo-Mundo

Assim aureolada
Na luz alvissareira
Surgiu predestinada
A célula primeira

No verde da esperança
No ouro da riqueza
No azul, céu da bonança
No branco de pureza

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir