Linda terra, rica e querida
Povo forte, nobre, altaneiro
Quixadá, tu és minha vida
E me orgulho em ser brasileiro

Teus monólitos e fazendas
Contornando esse imenso sertão
Mais parecem de Deus oferendas
Aos seus filhos, com devoção
Quantas glórias, cidade-menina
Te contemplam em teu fadário
És qual luz, pura e bela, cristalina
Neste encontro tão dignitário

Vou cantando feliz e contente
Tua história com amor e paixão
Quixadá, grande, forte e valente
Viverás sempre em meu coração

Teus monólitos e fazendas
Contornando esse imenso sertão
Mais parecem de Deus oferendas
Aos seus filhos, com devoção
Quantas glórias, cidade-menina
Te contemplam em teu fadário
És qual luz, pura e bela, cristalina
Neste encontro tão dignitário

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Edgardo Moraes De Oliveira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por filipe
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.