Samba Enredo 1983 - Mãe Baiana Mãe

G.R.E.S. Império Serrano (RJ)

exibições 5.515

Abre as portas, oh folia
Venho dar vazão à minha euforia
A musa se vestiu de verde e branco
E o pranto se fez canto
Na razão do dia-a-dia
Mãe, baiana mãe
Empresta o teu calor
Eu quero amanhecer no teu colo
Onde deito, durmo e rolo
E isolo a minha dor
Eu quero, quero te saudar nesta avenida
Pra valorizar a vida
Que a vida valorizou

Mãe negra, sou a tua descendência
Sinto tua influência
No meu sangue e na cor
Iê, abará, acarajé
Capoeira, filho da mãe
Pregoeiro, homem da mulher

Okolofé mamãe
Kolofé-lorum
Aieieu, aieieu mamãe oxum (bis)

Baiana, baianinha boa
Teu requebro me enfeitiçou
Enfeitiçado, sambando eu vou
Baiana mãe Baiana
É belo o teu pedestal
Eu te adoro e adorando imploro
Teu carinho maternal

Tia Ciata, mãe amor
O teu seio o samba alimentou

E a baiana se glorificou (bis)

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Aluísio Machado / Eto Sem Braço · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Ana
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.