Ao remecher os quardados do meu avô
Os meus olhos se orvalharam
De tristeza até chorei
Em uma página de caderno amarelado
Algumas linhas borradas
Mais ainda deu para ler.

Meu carro está quebrado
Não posso mais carrear
Meus bois tambénm se foram
Só resta agora
A morte me buscar.

Juro por deus que muito muito chorei
O que ele sentiu escrevendo
Eu senti naquele instante
Vejo no rancho
O meu carro espedaçado
Saudades do boi malhado
Do berrante e do brioso

Meu carro está quebrado
Não posso mais carrear
Meus bois também se foram
Só resta agora a morte me buscar.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts