Malvada
De olhar empedernido
Liquefaz os meus desejos
Afrontando a razão
Ingrata
Pisoteia minhas forças
Faz de mim gato-sapato
Sem compaixão
Tirana
Entontece e sai de banda
Dos cordéis da minha alçada
Lancinante solidão
Mundana
Rasga o siso em mil pedaços
Deita lícitos anseios
Na contramão
Safada
Não sou reles tira-gosto
Mas risco linhas da cilada
Fausto chinfrim
Bagana
Traja bem duplo sentido
Desfaçatez que mal engana
É o meu fim

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts