O coração da mulher é mesmo um campo minado
Para caminhar por ele precisa muito cuidado
Existe sempre um adeus preparado pra explodir
Não se sabe qual a hora quando cisma
Vai embora não tem como impedir

Mulher é, é, é perigo a vista
É buraco na pista é curva perigosa
Mulher é, é, é flor que tem espinho
Na beira do caminho cobiçada e cheirosa

O coração da mulher é estrada sem sinal
Quem anda sempre apressado muitas vezes se dar mal
Nunca deve se esquecer que existe a fatalidade
E quem não acreditar pode até se machucar no declive da saudade

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Domiciano / CARRERITO. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts