exibições 1.656
Foto do artista Joel Marques

Cowboy do Asfalto

Joel Marques


são três horas da manhã o sol ainda está dormindo
lá vou eu mais uma vez outra viagem
e enquanto esquenta o motor do caminhão
eu escuto pelo rádio alguma informação
uma voz bem conhecida diz cuidado companheiro
vai chover e o asfalto fica perigoso
uma oração pra Deus que me acompanhe na jornada
vou pra dentro da cabine e pego a estrada
como quem entra na arena de um rodeio
pego as rédeas do volante e chego o reio
se de longe alguém me escuta buzinar bem alto
sabe que ali vai um cowboy do asfalto
quando passa um caminhão ali vai sempre um bom amigo
um irmão de profissão mais um guerreiro
um aceno e lá se vai igual a um furacão
que Deus viaje sempre no seu caminhão
entre uma canção e outra alguém me lembra pelo rádio
que é preciso ter cuidado a toda hora
devagar também é pressa e quem espera sempre alcança
e atrás da bola há sempre uma criança
sempre quando a noite vem encosto o meu velho estradeiro
vejo se não tem nenhum pneu furado
como alguma coisa e na cabine vou dormir
e a saudade de alguém me pede pra seguir
a viagem continua e tem neblina lá na frente
mas quem tem um bom amigo não tem medo
pelo rádio ele me avisa dos perigos que há lá adiante
fé no freio e mãos bem firmes no volante

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir