A Semana do Inglês com Música começa em: dias horas minutos segundos Participar
exibições 348

John Coffey

K o d a


Em suas mãos entrego minha dor
E como um pecador aceito meu destino
Eu me sinto um menino, um passarinho
Que ficou preso dentro de seu próprio ninho

E com a dor eu mesmo sinto o ardor
Mesmo inocente preso, me sinto sozinho
Lá fora homens sorrindo, homens sorrindo
E aqui dentro o mesmo coração vazio

Ei amor, eu sei que eu errei
Sei que eu não mereço a vida de um rei
Sei que minha cor me torna menos que sei
E eu nem sei nem mesmo onde eu pequei

Ei amor, por meio dessa carta
Pra te mostrar que em meio a minhas asas fracas
Recito minhas poesias em celas trancadas
E minha sentença sendo escrita em outra sala

Os dias aqui passam devagar
Nem mesmo consigo ver a luz do luar
Eu me pego a vagar, sempre a vagar
Nos pensamentos e no meu breve sonhar

Me olham feio como se fosse assassino
Me tratam mal e nem me deixam aqui sonhar
Nem sei orar, como orar?
Mas tenho medo de morrer nesse lugar

Ei amor, eu sei que eu errei
Sei que eu não mereço a vida de um rei
Sei que minha cor me torna menos que sei
E eu nem sei nem mesmo onde eu pequei

Ei amor, por meio dessa carta
Pra te mostrar que em meio a minhas asas fracas
Recito minhas poesias em celas trancadas
E minha sentença sendo escrita em outra sala

Ainda sinto seu olhar, minha grande sorte
A pobrezinha acabou encontrando a morte
Seu corpo vários cortes, vários cortes
E o culpado desapareceu na noite

Acho que agora eles já se decidiram
Que Deus perdoe os pecados dos meninos
E eu agora pra sempre irei sonhar
E o meu pecado foi o corpo encontrar

Ei amor, eu sei que eu errei
Sei que eu não mereço a vida de um rei
Sei que minha cor me torna menos do que sei
E eu nem sei nem mesmo onde eu pequei

Ei amor, por meio dessa carta
Pra te mostrar que em meio a asas fracas
Recito minhas poesias em celas trancadas
E minha sentença sendo escrita em outra sala

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog