Um frio que só
Um frio que só
O agasalho sai do armário
Dele sai o pó

Deixa a poeira se assentar
No fundo
Melhor você se alimentar
Direito
A gente vai compreender
Que o mundo
É um absurdo

Cai poeira d’água, cai
Chuvinha
E um ruído me distrai
De graça
Cai garoa, agora, cai
Friínha
Que eu me encolho pra esquentar
Na minha

Fico aqui de orelha em pé
Ouvindo
A borracha do pneu
Que passa
Eu notei, à noite, um céu
Tão lindo
Que eu vou reconsiderar
Sorrindo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir