FIM DE NOITE
Kana - Léo Nogueira

A mulher vai
Rosto triste e roupa vulgar
Sem se lembrar
Do seu sonho antigo

O bêbado vai
A cambalear
Não acha mais bar
Que lhe dê abrigo

O poeta vai
Mas não quer dormir
Diz um verso pra se iludir

O ladrão vai
Operário da contravenção
Satisfação
Do dever cumprido

O músico vai
Pra nenhum lugar
Nasceu pra tocar
Mas não é ouvido

A lua já cai
Luz dos indigentes
Dos boêmios e dos dementes

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir