O maior golpe do mundo
Que eu tive na minha vida
Foi quando com nove anos
Perdi minha mãe querida

Morreu queimada no fogo
Morte triste e dolorida
Que fez a minha mãezinha
Dar o adeus da despedida

Vinha vindo da escola
Quando de longe avistei
O rancho que nós morava
CHeio de gente encontrei

Antes que alguém me dissesse
Eu logo imaginei
Que o caso era de morte
Da mãezinha que eu amei

Seguiu num carro-de-boi
Aquele preto caixão
Ao lado eu ia chorando
A triste separação

Ao chegar no campo santo
Foi maior a exclamação
Taparam com terra fria
Minha mãe do coração

Dali eu saí chorando
Por mão de estranho levado
Mas nao levou nem dois meses
No mundo fui atirado

Com a morte da mimha mãe
Fiquei desorientado
Com nove anos apenas
Por esse mundo jogado

Passei fome, passei frio
Por esse mundo perdido
Quando mamãe era viva
Me disse, filho querido,
pra não roubar, não matar
Não ferir sem ser ferido

Descansa em paz minha mãe
Eu cumprirei seu pedido
O que me resta na mente
Minha mãezinha é teu vulto

Recebas uma oração
Deste filho que é teu fruto
Que dentro do peito traz
O seu sentimento oculto
Desde nove anos tenho
O meu coração de luto

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir