Descarnado e alma louca, investi direito à boca
Investi direito à boca d'onde o sol é sangrador
Não há mais linda fachada que a de uma luz colorada
Que a de uma luz colorada pra um descarnado de amor

Ah! Morena, doce mate, quando a saudade me bate
Do perfume de jasmim
Sento as garra' no Bragado
Que, num trote descarnado
Aponta o rumo pra mim

É lindo o tipo chegar no passo do Tarramar
D'onde a cidade começa
E ver um rancho florido
De tabuario colorido
Das paixão', rica promessa

Primeiro trago, um sorriso
No segundo, seco um liso
Contra o balcão escorado
O caceteiro abre um tango
Então, eu largo cortando
Com ta-flerte argentinado

Que verão este mormaço do teu calor no' meus braços
Do teu calor no' meus braços, morenita pampa e flor
Assim, serena, bailando que, eu louco, vou me atorando
Que eu, louco, vou me atorando por descarnado de amor

Ah! morena, morenita
Tu és flor mais bonita
Deste pátio arrabalero
Já te vejo n'outra estampa
Vestindo um manta pampa
De baixo do meu sombreiro

É lindo o tipo chegar no passo do Tarramar
D'onde a cidade começa
E ver um rancho florido
De tabuario colorido
Das paixão', rica promessa

Primeiro trago, um sorriso
No segundo, seco o liso
Contra o balcão escorado
O caceteiro abre um tango
Então, eu largo cortando
Com ta-flerte argentinado
Com ta-flerte argentinado

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Leonel Gomez / Rogério Ávila. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Bruno. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts