churrasco de fronteira

Leonel Gomez


Um fogo graúdo, 'asado' y milonga
Debaixo da sombra governa a volteada
Se acende na brasa a graxa da ripa
E um qüera que grita saluda a indiada

A charla se agranda na volta do fogo
A gaita num choro acorda o rincão
Com garfo na mão, dando vuelta y vuelta
O asador com a molleja, a costela e o riñón

A voz que se corta no trago que cruza
O índio que abusa do vinho adoçado
Se aparta do asado arrastando alpargantas
Se invita as muchacha a um sereno valseado

O ajudante vaqueano puxou de vereda
Do braseiro de aroeira mesclado de angico
Fez um picadillo duma manta de peito
E assim do seu jeito serviu despacito

Se apronta a parilla, os gaúchos se achegam
E ajeitam os pelegos numa volta pra o trago
A salmoura num tarro, que tempera a pecuária
E entre canto e guitarra se apronta o asado

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts