Na Jurema que eu encontrei
Quem estava a me chamar
Uma negra Pomba Gira de Lei
E um Rei da cor do Luar

Nessas matas onde eu adentrei
Construí o seu altar
Com as penas de um Pássaro Rei
E um clarão a iluminar

Pomba gira do Luar, lerê
Pomba Gira do Luar, Oiá
Me concede este lindo poder
Pra tua Luz vir vigorar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir