Olha lá o predador vindo em sua direção,
Vai da o bote certeiro e c apossar do seu cordão
Vai cobrar com juros e correção monetária
A humilhação do almoço no lixo da rodoviária
A lágrima da filha que pingou no chão de barro
Vomitando todo o macarrão azedado
Desempregado, sem renda,
O terror dos 94%, dos brasileiros que temem ser baleados
Nessa batalha campal o campo é de cimento
Se não cair pelo fuzil cai pela falta de alimento
Nem um arauto em evolução natural, compreende a violência da raça policial
Só animal treinado compõe a cavalaria, sendo que o ser irracional é o que tá encima
Seu prescindível modo de sobrevivência
Deflagra na selva cápsula de incoerência
Onde brota cogumelo só q d fumaça
Detonador acionado bum já era a advogada
Tamo num jogo sanguinário de eliminação
Quem dá start na vida já tá na competição

Essa é a tática urbana da Seleção Natural
Onde a matraca é a garra q dá o golpe letal
Essa é a tática urbana da seleção natural
O forte prevaleceu sobre o fraco no sinal..
Essa é a tática urbana da Seleção Natural
Onde a matraca é a garra q dá o golpe letal
Essa é a tática urbana da seleção natural
O forte prevaleceu sobre o fraco no sinal"

'voa no jato executivo e tem sangue azul'
Esse é o perfil da presa no século xxi
Q temendo 159 contratou o vigia
Que estudou a rotina da sua filha
"ai vadia cala boca fica ai na moral
Senão quiser que eu arrebento esse rostinho angelical
Cê quer ganhar um presente? toma ai um espelho!
Olha sua cara de coitada amarrada aqui no cativeiro"
É com esse mero gesto de brutalidade
Que atua o bacharel em desigualdade
Que visa a oportunidade de arrastar o corolla
Enquanto o dono se destrai com o jogo da copa
Era pra ser o carrinho não a quadrada na mão
Só q a necessidade leva à adaptação
E leva a jóia prum rolê a 120 na rua
Com uma granada no carro auxiliando a fuga
Até a águia já apresenta alteração na espécie
Sobrevoa a região com metralhadora e hélice
É violento, brutal, sim, porém real
Onde a pólvora é adubo nascer paz é anormal !!!!

Essa é a tática urbana da seleção natural
Onde a matraca é a garra que dá o golpe letal
Essa é a tática urbana da seleção natural
O forte prevaleceu sobre o fraco no sinal

O desprovido de camuflagem tombou
De luneta e silenciador ninguém viu o atirador
Nem a perícia tem pista o tiro veio da onde?
Dum hotel reservado uma semana antes
Esse ambiente hostil cobra habilidade rara
Se o subsídio zerou o plano não pode dar falha
Então confere se o utensílio de trabalho
Tem 30 no carregador e tá lubrificado
A quadrilha na favela é como na guerra os bielski
Defendendo sua classe metralhando a ss
O grau de todo pacifismo é limitado
A fúria vira solução quando se tá encurralado
Se esgota possibilidade é legítima violência
Quem dá a outra face não deixa descendência
O estudante largou a faculdade
Conhecendo a biologia da maldade
A injeção de veneno aplicada na artéria da vida
Deu origem à especie assassina
E a teoria darwiniana nessa guerra social
Ganha versão urbana da seleção natural

Essa é a tática urbana da seleção natural
Onde a matraca é a garra que dá o golpe letal
Essa é a tática urbana da seleção natural
O forte prevaleceu sobre o fraco no sinal
Essa é a tática urbana da seleção natural
Onde a matraca é a garra q dá o golpe letal
Essa é a tática urbana da seleção natural
O forte prevaleceu sobre o fraco no sinal"

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir