O fogo não pode se apagar

Márcia Bandeira


Nosso corpo é um holocausto vivo, devemos colocá-lo no altar
Para queimar noite inteira até o dia clarear
E quando o dia amanhecer e remover as cinzas do lugar
E colocar a lenha novamente, porque o fogo não pode apagar

Não vai se apagar
Não, não, não vai
Se o fogo se apaga o crente cai
Remove as cinzas e bota a lenha
E deixa o fogo de Deus queimar

Não vai se apagar
Não, não, não vai
Se o fogo se apaga o crente cai
Remove as cinzas e bota a lenha
E deixa o fogo de Deus queimar

A lenha representa o crente e lenha seca sempre queima muito mais
Vamos encher do poder de Deus, para vencer a satanás
E não devemos de esquecer de remover as cinzas do lugar
E colocar a lenha novamente, porque o fogo não pode se apagar

Não vai se apagar
Não, não, não vai
Se o fogo se apaga o crente cai
Remove as cinzas e bota a lenha
E deixa o fogo de Deus queimar

Não vai se apagar
Não, não, não vai
Se o fogo se apaga o crente cai
Remove as cinzas e bota a lenha
E deixa o fogo de Deus queimar

Não vai se apagar
Não, não, não vai
Se o fogo se apaga o crente cai
Remove as cinzas e bota a lenha
E deixa o fogo de Deus queimar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Cicero Nogueira. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Manoel. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog