Eu sou marujo e quando volto do mar
Volto com a alma doce para amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar

Um marujo não tem só um bem
Tem mil amores na beira do mar
Meu coração não é de ninguém
Só da moça bonita,
Sereia do mar
Meu coração não é de ninguém
Só da moça bonita,
Sereia do mar

Eu sou marujo e quando volto do mar
Volto com a alma doce para amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar

Já tive muitos amores
E nenhum quis comigo casar
Porque sabe que eu sou homem da terra
Mas gosto da morena do mar
Porque sabe que eu sou homem da terra
Mas gosto da morena do mar

Eu sou marujo e quando volto do mar
Volto com a alma doce para amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar

Eu vi um mundão de estrelas
No espelho das águas do mar
A quem me dera eu pudesse tê-las
Pra dar de presenta à Rainha do Mar
A quem me dera eu pudesse tê-las
Pra dar de presenta à Rainha do Mar

Eu sou marujo e quando volto do mar
Volto com a alma doce para amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar
E me entrego ao balanço da rede
Bebo, mato a sede,
Vou morrer de amar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir